quinta-feira, 15 de julho de 2010

Seleção de FUT-5 treina para o Mundial

Atual bicampeã paraolímpica, a Seleção Brasileira de Futebol de Cinco (atletas cegos) treina até o dia 20 na Associação Niteroiense para Deficientes Físicos, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A equipe se prepara para o Mundial da modalidade, em Hereford, na Inglaterra, que será disputado entre 14 e 22 de agosto.

Convocados:

Goleiros
Fábio Luis Ribeiro de Vasconcelos
Antonio Taffarel de Carvalho

Jogadores de linha
Jeferson da Conceição Gonçalves/ Salvador- BA
Scharles Dean dos Santos / Salvador- BA
Marcos José Alves Felipe / João Pessoa- PB
Severino Gabriel da Silva / João Pessoa- PB
João Batista da Silva / Rio de Janeiro- RJ
Damião Robson de Sousa Ramos / João Pessoa- PB
Ricardo Steinmetz Alves / Porto Alegre- RS
Sandro Laina Soares / Rio de Janeiro- RJ

Comissão técnica:

Técnico
Ramon Pereira / Rio de Janeiro – RJ

Auxiliares

Ricardo Robertes/ São Paulo-SP
Antônio de Pádua Alves da Costa/ João Pessoa-PB

P.S.: No Futebol de Cinco, o goleiro enxerga e os jogadores de linha têm cegueira total.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

SELEÇÃO DE TIRO ESPORTIVO

Após muito trabalho durante a Copa do Mundo, voltei ao cotidiano paraolímpico. A primeira notícia do retorno é sobre a seleção brasileira de Tiro Esportivo. A equipe embarcou nessa quarta-feira para Zagreb, na Croácia, local do Mundial da modalidade, que será realizado de 16 a 24 de julho.

Carlos Henrique Garletti, Ricardo Costa, Walter Calixto e Sérgio Vida vão representar o país na competição.

“Nossa intenção é conseguir uma medalha por equipe, conquistando o título por equipes”, disse Sérgio Vida, coordenador do Tiro Esportivo do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), ao site do CPB.

Delegação:

Carlos Henrique Procopiak Garletti
CLUBE: APEDEF/PR
CLASSE: SH1A

Ricardo Augusto Gomes da Costa
CLUBE: ARPM/RJ
CLASSE: SH1A

Walter Calixto de Oliveira
CLUBE: ARPM/RJ
CLASSE: SH1B

Sérgio Adriano Vida
CLUBE: CEDE/PR
CLASSE: SH1B

TREINADOR: James Walter Lowry Neto

CLASSE SH1: Atiradores de pistola e rifle que não precisam de suporte para a arma.

P.S.: Atletas amputados, paraplégicos, tetraplégicos e com outras deficiências físicas podem competir tanto no masculino quanto no feminino.

Fonte: CPB