terça-feira, 31 de março de 2009

Clodoaldo recebe o título de Embaixador da Cultura da Paz e da Justiça

O atleta Clodoaldo Silva foi convidado a participar do IV Encontro Bimestral dos Membros Associados do CICESP - Sp. Na ocasião, o Conselho Nacional de Honrarias e Méritos celebrará a entrega da certificação de 'Personalidade do Ano' aos destaques de 2008.

O nadador não ficará somente como mero expectador, ele será homenageado pelo Conselho Internacional de Honrarias e Méritos e receberá o honroso título de Embaixador da Cultura da Paz e da Justiça no Mundo por suas atuações dentro e fora das piscinas.

Em seção solene será outorgada a certificação dos fundadores da soberana Ordem do Mérito da Justiça, da Cruz do Mérito do Empreendedor Jucelino Kubitschek (Jóia de JK), que passaram a integrar a honrosa lista de membros ao lado de autoridades, entidades e personalidades como Rede Globo, Furnas Centrais Elétricas, Memorial JK, Banco do Brasil, Comitê Olímpico Brasileiro, Clodoaldo Silva, José Wilker, Marília Pêra, Lázaro Ramos, Ney Latorraca, Wanessa Camargo, Nando Reis, Diego Hypólito, Jade Barbosa, Marina Elali, Bruna Lombardi, Seu Jorge, Milton Nascimento, Lulu Santos, Oscar, Guga, Ayrton Senna, Austronauta Marcos Pontes, a filha de JK e presidente de honra da ordem, Maria Estela Kubitschek, e outros grandes nomes do nosso país.

O Tubarão não para de fazer história. No ano de 2006, ele recebeu a comenda da Cruz de mérito do empreendedor Jucelino Kubitschek. Foi a primeira pessoa com deficiência e também o único atleta paraolímpico do país a entrar no hall de comendadores da mais alta condecoração da sociedade brasileira: a Cruz do Mérito do Empreendedor Jucelino Kubitschek, reconhecida como "Jóia de JK".

Parceria da superação

O Instituto Superar inicia uma nova modalidade de parceria no esporte paraolímpico: o apoio aos clubes do país. Inicialmente três clubes fazem parte desse projeto: a AETERJ (RJ), SADEF – RN e a 3in (São Paulo). A parceria tem como objetivo investir diretamente nas instituições, valorizando o trabalho dos clubes no processo de descoberta de novos talentos e manutenção dos atletas de alto rendimento em seus quadros.

domingo, 15 de março de 2009

Assim vivemos

A nova série da TV Brasil - Assim Vivemos - estreou nesse domingo, dia 15 de março, contemplando todas as acessibilidades para pessoas com deficiência. Com essa nova exibição semanal, a TV Brasil abre espaço para a discussão dos problemas enfrentados pelos deficientes. Essas dificuldades, pouco debatidas pela sociedade, são vividas por mais de 24,5 milhões de brasileiros que, de alguma forma, são excluídos do mercado de trabalho e do convívio na sociedade. Isto significa que, de cada 100 brasileiros, no mínimo 14 deles apresentam alguma limitação física, sensorial ou intelectual, que coloca o Brasil entre os países que possuem o maior número de pessoas com deficiências.

A TV pública exibe o programa Assim Vivemos cumprindo seu objetivo de debater e mostrar os problemas que envolvem a população brasileira e, ao mesmo tempo, contribuindo para a construção da cidadania e a inclusão de todos os brasileiros.

A série mostrará histórias de inclusão e superação no Brasil e no mundo, veiculando filmes e depoimentos que mostram que é possível quebrar barreiras, paradigmas e superar preconceitos culturais e de costumes. Composto de 26 episódios, cada programa mostrará sempre a vida de um personagem e um ou dois documentários. A apresentação será de Moira Braga e Nelson Pimenta.

terça-feira, 10 de março de 2009

Parceria

O Instituto Superar e a Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE)  firmaram na última semana um acordo de cooperação técnica. Através dessa parceria, as duas instituições passam a trocar expertise em projetos e realizações de eventos do desporto paraolímpico.

“As duas instituições saem ganhando com essa parceria, pois trabalharemos de forma complementar. A ANDE, com sua experiência, tem muito a oferecer na área técnica. E por outro lado, o Superar tem toda a sua estrutura de marketing e comunicação, contribuindo para o crescimento do esporte paraolímpico como um todo”, afirmou Ivaldo Brandão, presidente da ANDE.