terça-feira, 30 de dezembro de 2008

ENTREVISTA COM UM CAMPEÃO


Danilo Binda Glasser. Dez anos de seleção brasileira de natação paraolímpica. Duas medalhas de bronze em dois Jogos (Sydney-2000 e Atenas-2004). Dois recordes mundiais nos 50m livre S10 e um nos 100m livre da mesma classe Comentarista do SporTV durante a Paraolimpíada de Pequim. Criador do primeiro site sobre a natação para pessoas com deficiência (www.paradesporto.com.br). Esse é o resumo do currículo invejável de um campeão do esporte adaptado. Essa é apenas a primeira parte de uma entrevista maravilhosa.


Quando você começou na cobertura paraolímpica?

Começamos em maio de 2001, eu, Fabiano Machado e Moisés Batista.


Por que escolheu cobrir o desporto para pessoas com deficiência?

Não pelo fato de sermos atletas paraolímpicos, mas sim pela pobreza que era esse segmento na época. Quando íamos viajar nem mesmo nossos familiares tinham informações dos nossos resultados, salvo quando telefonávamos.


Você acredita que as modalidades adaptadas são importantes para a
divulgação do tema da acessibilidade?

Acredito fielmente. Em qualquer segmento, o espelho é importante e sabemos que no esporte, espelhos, ídolos são fundamentais, e o esporte paraolímpico faz isso. Um exemplo fantástico é o que fez a China por conta das Paraolimpíadas. Não só concedeu pensão vitalícia a todo medalhista de ouro como lutou bravamente para adaptar toda a cidade em todos os setores possíveis. Aqui no Brasil a coisa também vem mudando, claro, a passos de tartaruga, mas só o fato de estar mudando já é muito para nosso país.


O país aprendeu a respeitar as pessoas com deficiência? O que falta?

O país aprendeu não seria o termo correto, pois não é num todo que isso vem acontecendo. Porém, a mudança existe e poucos já estão aprendendo. Como costumo falar, devido à maravilhosa convivência que tive com o Vital (Severino Neto), presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), estamos num processo de evolução. Assim como existia a escravidão, não tínhamos o direito ao voto e tudo mudou, acredito que nosso movimento também vem mudando. Hoje alguns atletas já são ídolos, vistos como heróis nacionais e isso é resultado desse respeito.




Você já foi a quantos Jogos Paraolímpicos? Qual a diferença que você
notou na cobertura?

Eu disputei Sydney 2000 e Atenas 2004, e a diferença é gritante. Em Sydney 2000 minha família ficou sabendo da minha primeira medalha porque telefonei para falar. Em Pequim foi tudo mostrado ao vivo. Muitas vezes os atletas falaram real-time com seus parentes, coisa que para nós em 2000 era impossível. Falar ao vivo com a medalha no peito com meu filho? Piada, né...
Meu sonho é que em 2012 mude ainda mais. Que toda a imprensa esteja in loco em Londres cobrindo todas as modalidades, com muito mais canais transmitindo ao vivo. Hoje alguma parte da imprensa fala do esporte paraolimpico por prazer, por vontade própria, e nao por pressão, por terem sidos pagos para falar.


Pessoas com deficiência merecem oportunidades no mercado de trabalho?
Claro que sim, óbvio. Já quanto a se destacar, todo deficiente se destaca em qualquer que seja sua área de atuação, sabe por que? Pois tiram de letra qualquer adversidade, qualquer barreira ou tarefa a que se defrontar. Isso se você pesquisar numa agência de correios, numa empresa aérea e quaisquer outras que empregam as pessoas com deficiência. Isso é fato, o resultado é certo.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Viajar é sempre bom

Viajo nesta segunda-feira, às 15h30, para o Maranhão (terra da minha mãe). Feliz ano novo a todos. Continuarei publicando algumas notinhas e entrevistas, mas em um ritmo mais lento até o dia 5 de janeiro.

Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa Paraolímpico - resultados - parte 1

A repórter e mesatenista Carla Maia (medalha de prata na CLASSE 2-3) foi buscar a informação e o blog publica os resultados do Brasileiro de Tênis de Mesa Paraolímpico. Confira abaixo alguns deles. Colocarei os outros (a maioria) um pouco mais para frente.

Classificação geral por clubes:

1º Lugar - ADFGO - GO
2º Lugar - RIZZONE-DF
3º Lugar - ADFP - PR

CLASSE 1 MASCULINO
1º LUGAR ACTM- FRANCISCO SALES
2º LUGAR RIZZONE- ALOÍSIO LIMA
3º LUGAR CFF-IVANILDO SOUZA
3º LUGAR ADFGO-MARCILIO COSTA

CLASSE 2-3 FEMININO
1º LUGAR ADFP-ROSANGELA DALCIN
2º LUGAR RIZZONE - CARLA MAIA
3º LUGAR ADFGO- ELZA SA
4º LUGAR ADFP - SILMARA SANTOS

CLASSE 8-9 FEMININO - JANE RODRIGUES FOI A CAMPEÃ!

1º LUGAR ADFGO - JANE RODRIGUES
2º LUGAR CLUBE PORTUGUES - VALERIA PEREIRA
3º LUGAR CLUBE PORTUGUES - MARAISA SANTOS


CLASSE 7 MASCULINO
1º LUGAR RIZZONE - CRISTOVAN JAQUES
2º LUGAR AITM - GILBERTO ONOFRE
3º LUGAR CLUBE PORTUGUES - JOSUÉ DA SILVA
3º LUGAR CPSP - LUCAS PAULA

CLASSE 8 MASCULINO
1º LUGAR ACTM - FRANCISCO MELO
2º LUGAR CRF RONDONIA - JOÃO NASCIMENTO
3º LUGAR AJATM - PAULO SALMIN
3º LUGAR CPSP - MARCELO SANTOS

CLASSE 9 MASCULINO
1º LUGAR CPSP - EDIMILSON PINHEIRO
2º LUGAR BRC - CARLOS CARBINATTI
3º LUGAR CLUBE PORTUGUES - LUIZ EDUARDO
3º LUGAR CPSP - REGINALDO GOMES

CLASSE 10 MASCULINO
1º LUGAR FLAMENGO - MÁRIO RIBEIRO
2º LUGAR ADFGO - BASÍLIO OLIVEIRA
3º LUGAR RIZZONE - MARCELO KANEGAE
3º LUGAR ADAA - ALEXANDRE CALDEIRA

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa Paraolímpico

A jornalista e mesatenista cadeirante Carla Maia (TV BRASIL) escreveu sobre o Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa Paraolímpico. Em um estilo mais solto e divertido, Carla analisa a competição. Leia abaixo.

Os atletas de tênis de mesa paraolímpico jogaram de cabeça quente o campeonato brasileiro de 2009. Não estavam nervosos por encerrar as competições do ano e definir o ranking brasileiro. É que em pleno verão do mês de dezembro, a cidade do evento, Fortaleza, era só calor.

Para as bolinhas seguirem direitinho suas trajetórias, não dá para ter vento no local dos jogos. Teve muito cadeirante de classe baixa (os tetrinhas que não suam) tomando banho de torneira, com toalha molhada na cabeça ou mendigando as salas com ar-condicionado do ginásio. Sofreram um pouquinho, mas não desistiram da disputa. 97 atletas paraolímpicos se inscreveram. O evento também chamou atenção por ocorrer pela primeira vez junto com jogos do atletas convencionais, aqueles sem deficiência. Esse pessoal competiu, no mesmo dia, o brasileiro de seleções estaduais.

Dos mesatenistas famosos da modalidade convencional, estava lá Hugo Hoyama. Recordista em medalhas de ouro em pan-americanos, gostou da idéia de unir os mesatenistas convencionais e paraolímpicos. Disse que assim, um pode aprender com o outro. Bom mesmo depois de suar no ginásio, foi ir às praias da cidade cearense refrescar a cabeça das vitórias e derrotas.

Mas calma! O fim das competições de 2008 não significa férias. Dias 17 e 18 de janeiro, na cidade de Brasília, já tem a seletiva para definir os integrantes da seleção brasileira de tênis de mesa paraolímpico para o primeiro semestre de 2009. A CBTM convocará os atletas que participarão desta seletiva por meio do ranking. Fiquem espertos!

TROFÉU POLÊMICA

Escolhi os melhores do ano. Os nomes vão gerar polêmica. Caso os internautas pretendam enviar seus nomes preferidos e criar outras categorias, o site publicará rapidamente. Mande e-mail para pvesporte@gmail.com ou pvlancenet@hotmail.com


DESTAQUE MASCULINO: ANTÔNIO TENÓRIO (JUDOCA TETRACAMPEÃO PARAOLÍMPICO) - OURO -100KG (CEGUEIRA TOTAL)

DESTAQUE FEMININO: SHIRLENE COELHO – PRATA NO LANÇAMENTO DE DARDO F35-38 (HEMIPLEGIA LADO ESQUERDO)

REVELAÇÃO MASCULINA
: TITO SENA – MARATONA T46 (ATLETAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA) – PRATA

REVELAÇÃO FEMININA: VERÔNICA ALMEIDA – BRONZE NOS 50M CLASSE S7


MELHOR OFICIAL TÉCNICO OU/E COORDENADOR: RODERLEY FERREIRA – FUT-5 – OURO

MELHOR EQUIPE: SELEÇÃO DE FUTEBOL DE CINCO

MELHOR TÉCNICO: MARCOS ROJO – TREINADOR DO NADADOR DANIEL DIAS


REPÓRTER DO ANO: BRUNA GOSLING – SPORTV

MELHOR FOTÓGRAFO: SAULO CRUZ

COBERTURA JORNALÍSTICA – IMPRESSO: LANCE!

COBERTURA JORNALÍSTICA – TV: TV BRASIL E SPORTV

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

UMA JORNALISTA ESPECIAL!


Gostaria de aproveitar o espaço e homenagear a repórter do canal SporTV Bruna Gosling. Há anos, ela é o destaque da cobertura paraolímpica. Meu sonho é um dia premiar os melhores do esporte adaptado. Pretendo entregar a essa jornalista maravilhosa uma medalha de ouro e um troféu feito de diamante.

Parabéns, Bruna!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Memórias de uma campeã


A nadadora paraolímpica Verônica Almeida, da classe S7, medalha de bronze nos 50m borboleta na Paraolimpíada de Pequim-2008, está escrevendo um livro. Leia um trecho desta obra abaixo:

UM SONHO

Então, depois de muito esperar e pensar no que poderia fazer, um dia como qualquer outro decidi triunfar.
Resolvi não ficar à espera das oportunidades e fui procurá-las.
Resolvi ver cada problema meu como a oportunidade de encontrar uma solução.
Resolvi viver cada dia como a oportunidade de ser feliz,quero dizer mais feliz.
E foi nesse dia que descobri que os meus rivais eram apenas as minhas debilidades e que estas são a única e melhor forma de me superar.
Aprendi que o difícil não é chegar ao topo, mas sim nunca deixar de subir.
Aprendi que o maior sucesso que posso alcançar é o de ter o direito de chamar a alguém de "AMIGO".
E descobri que o amor é mais do que uma simples paixão. O amor é uma filosofia de vida. Descobri que Marcelo,Bianca e Marcelinho são a minha filosofia de vida.
E descobri amigos que hoje mais do que nunca precisam continuar acreditando na minha Filosofia de Vida.

Descobri que problemas não são obstáculos,mas oportunidades ímpares de superação e vitórias.
Aprendi que os sonhos são apenas para transformar em realidade e desde esse dia que não durmo para descansar. Agora apenas durmo para sonhar.


FOTO DE SAULO CRUZ / CPB

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

DOIS ATLETAS BRILHANTES


Ao lado do atleta-guia Chocolate, Terezinha vence os 100m T11 (cegos) no Meeting Internacional do Rio

Nesta terça-feira, dia 16, Daniel Dias e Terezinha Guilhermina receberão justas homenagens no Prêmio Brasil Olímpico, que será realizado no Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio, às 19h. Os dois foram escolhidos os melhores atletas com deficiência de 2008. Daniel conquistou nove medalhas, sendo quatro de ouro, quatro de prata e uma de bronze. Terezinha levou três, uma de ouro (200m T11), uma de prata (100m T11) e uma de bronze (400m T11/12).

FOTO: DIVULGAÇÃO CAIXA -

domingo, 14 de dezembro de 2008

Esperança de campeão

Medalha de ouro nos 800m nos Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984, Joaquim Cruz é o técnico da seleção norte-americana de atletismo paraolímpico. O ex-atleta não acredita que a acessibilidade no Brasil é algo tão distante.

“Com o sucesso dos atletas do Brasil em Pequim, creio que o preconceito diminuiu um pouco. O esporte tem esse poder de modificar a consciência das pessoas. Atualmente, um pai não vai considerar que seu filho não pode fazer nenhuma atividade física por causa de uma deficiência. Os resultados no desporto adaptado demonstram que as pessoas com deficiência devem ter destaque nos estudos e no mercado de trabalho”, disse Joaquim, que iniciou seu trabalho em esportes paraolímpicos há três e meio.

Delfino é nota 10




O velocista Antonio Delfino foi o destaque do atletismo no Meeting Internacional, realizado no Estádio Célio de Barros, no Rio, ao vencer os 100 e 200m rasos. Nos 100m, com o tempo de 11s25, ele venceu o jovem talento Yohansson Ferreira, de 21 anos, que ficou com a prata.

No Superdesafio dos 200m, com a marca de 22s83, Antônio Delfino triunfou sobre o venezuelano Samuel Colmenares, Yohansson Ferreira (novamente), Daniel Silva (T11-atleta cego) e Alan Fonteles.

O maratonista Tito Sena estava presente na torcida.


foto: divulgação caixa

Terezinha, Chocolate e Shirlene brilham no Célio de Barros

A velocista Terezinha conseguiu vencer Chianmiao Wu nos 100m T11 (atletas cegos). A brasileira perdeu para a chinesa nessa prova na Paraolimpíada de Pequim, mas triunfou sobre a adversária no Meeting Internacional de Atletismo, neste domingo, no Célio de Barros. Chianmiao terminou na última colocação.

Terezinha proferiu um grito de felicidade após a vitória. “Estava engasgada. É melhor soltar tudo depois de três meses do que esperar até Londres-2012, onde espero muito mais”, disse. O atleta-guia Jorge Luiz, o Chocolate, estava emocionado de correr no Rio. “Comecei no projeto desportivo da Mangueira. Há dez anos, estou como guia e três anos e meio nessa parceria vitoriosa com a Terezinha”, afirmou.

Após chorar no pódio, Terezinha usou de bom humor para falar de Jorge Luiz. “Chocolate é muito bom”, brincou.

Detentora do recorde mundial (35m95), Shirlene Coelho venceu na prova do lançamento de dardo F37, com 32m62.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Andre Brasil vence duas no Meeting



Ao lado de Daniel Dias, Andre Brasil foi mais uma vez o destaque de uma competição internacional de natação adaptada. Andre conquistou os 100m borboleta e os 400m livre da classe S10 no Meeting Internacional, realizado neste sábado, no Parque Aquático Júlio Delamare, no Rio.

Ele falou da importância do evento."O Meeting é uma referência. A competição já faz parte do calendário do Comitê Paraolímpico Internacional", disse o campeão.


Andre aproveitou para fazer um justo pedido. " Seria muito bom se os atletas participassem de três competições internacionais por ano. Estaríamos sempre bem preparados, sabendo o que nossos adversários estão fazendo. Tive muito trabalho com o britânico Robert Welbourn e o espanhol David Levecq", afirmou.

Revelações no Stadium

As revelações da natação adaptada brasileira Phelipe Rodrigues, Gabriela Cantagalo e Ana Clara Cruz estarão no programa Stadium, da TV BRASIL, domingo, às 15h. Vale conferir.

Daniel e Verônica brilham no Meeting




O Rio de Janeiro recebeu na manhã deste sábado, dia 13, a 2ª edição do Meeting Internacional Paraolímpico de Atletismo e Natação. A competição integra o calendário de eventos do Comitê Paraolímpico Internacional. O Parque Aquático Júlio Delamare reuniu atletas da natação paraolímpica brasileira vencedora nos Jogos de Pequim com 19 medalhas e expoentes internacionais. Entre os destaques, Daniel Dias, nove medalhas na Paraolimpíada, André Brasil, cinco medalhas, e Verônica Almeida, bronze nos 50m borboleta classe S7. No total foram realizadas 15 provas, nas categorias masculina e feminina.

Maior medalhista paraolímpico brasileiro em Pequim e vencedor das provas 200m medley SM5 e 100m SB4 do Meeting, Daniel Dias ressaltou a importância de o Brasil ter uma competição de alto rendimento. “Fechamos o ano da natação com chave de ouro, sem o apoio das Loterias CAIXA jamais conseguiríamos ter um evento desta qualidade”, ressaltou.

Verônica Almeida emocionou a torcida ao vencer a prova dos 50m borboleta classes S5-S7. A nadadora derrotou a consagrada norte-americana Erin Popovich, dona de 14 medalhas de ouro em três paraolimpíadas. Miranda, outra norte-americana, ficou em terceiro. A jovem promessa Ana Clara Cruz ficou com uma honrosa quarta colocação.

Outra revelação brasileira, Gabriela Cantagallo, de 15 anos, venceu a prova dos 50m livre S9, com o tempo de 33s21. Ela também destacou a importância de um evento dese nível. “Precisamos ter competições internacionais no país. O intercâmbio é muito importante para todos os atletas. Acredito que, em dois anos, as mulheres terão belos resultados em outros torneios”, disse a bela Gabriela.

Neste domingo, dia 14, a competição encerra com as provas do atletismo a partir das 10 horas, no Estádio de Atletismo Célio de Barros, Complexo do Maracanã.

Participam da competição cerca de 60 atletas brasileiros e 37 estrangeiros convidados de 17 países, como África do Sul, Argentina, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Cuba, Espanha, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Quênia, Angola, Marrocos, México, Tunísia, Uruguai e Venezuela. A primeira edição do Meeting foi realizada em dezembro de 2007, após o Parapan do Rio. Na ocasião, foram quebrados cinco recordes mundiais, sendo três na natação e dois no atletismo.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

PREMIADOS PARAOLÍMPICOS

“Nunca imaginei uma festa tão bonita para as pessoas com deficiência.” Assim Rosinha, atleta de arremesso de peso, definiu o Prêmio Brasil Paraolímpico. O evento foi uma demonstração de respeito com os campeões de Pequim. Os velocistas Lucas Prado e Terezinha Guilhermina foram considerados os melhores desportistas do ano. Treinador dos dois destaques da noite da última quinta-feira, Amaury Veríssimo ganhou na sua categoria.

O coordenador de natação, Gustavo Abrantes, foi considerado o melhor oficial técnico. A seleção de Fut-5 conquistou como melhor equipe. O Diário Lance venceu na categoria melhor reportagem impressa e o Sportv na de reportagem para a TV. As revelações foram Shirlene Coelho (lançamento de dardo) e Phillipe Andrews (natação). Saulo Cruz levou o prêmio de melhor foto. O evento terminou em uma animada festa, onde todos dançaram muito.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

PRÊMIO BRASIL PARAOLÍMPICO

Os principais nomes do esporte adaptado já estão no Rio. Amanhã, a partir das 19h, acontecerá a primeira edição do Prêmio Brasil Paraolímpico, no Espaço Lamartine, na Barra da Tijuca. Atletas e jornalistas concorrem em 11 categorias. O Diário Lance está na de melhor reportagem impressa. A TV BRASIL também marcará presença. Confira abaixo os indicados:


MELHOR ATLETA MASCULINO

ANDRÉ BRASIL
NATAÇÃO - 5 MEDALHAS EM PEQUIM: 4 OUROS E 1 PRATA E 3 RECORDES MUNDIAIS

ANTÔNIO TENÓRIO
JUDÔ - TETRACAMPEÃO PARAOLÍMPICO, MEDALHA DE OURO EM PEQUIM

DANIEL DIAS
NATAÇÃO - MAIOR MEDALHISTA DOS JOGOS COM 9 MEDALHAS (4 OUROS, 4 PRATAS E 1
BRONZE)

DIRCEU PINTO
BOCHA - DUAS MEDALHAS DE OURO EM PEQUIM NA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA
DA BOCHA EM PEQUIM

LUCAS PRADO
ATLETISMO - RECORDISTA MUNDIAL DOS 100M E 200M RASOS T11 COM 3 MEDALHAS DE
OURO EM PEQUIM




MELHOR ATLETA FEMININO

TEREZINHA GUILHERMINA
ATLETISMO - ÚNICA MULHER DO BRASIL A GANHAR UMA MEDALHA DE OURO EM PEQUIM.
CONQUISTOU AINDA UMA PRATA E UM BRONZE

EDÊNIA GARCIA
NATAÇÃO - CONQUISTOU SUA SEGUNDA MEDALHA EM UMA PARAOLIMPÍADA. FOI BRONZE NOS
50M COSTAS

KARLA CARDOSO
JUDÔ - CONQUISTOU UMA MEDALHA DE PRATA EM PEQUIM, REPETINDO O BOM DESEMPENHO
DOS JOGOS DE ATENAS.

BATATINHA
BASQUETE - CAPITÃ DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE BASQUETE EM CADEIRA DE RODAS QUE
FEZ SUA ESTRÉIA EM JOGOS PARAOLÍMPICOS

JANE KARLA RODRIGUES
TÊNIS DE MESA - FEZ SUA ESTRÉIA INTERNACIONAL EM 2004. A ATLETA É A PRIMEIRA
DO RANKING NACIONAL E OITAVA DO RANKING MUNDIAL.

REVELAÇÃO MASCULINA

PHELIPE ANDREWS
NATAÇÃO - AOS 18 ANOS, GANHOU DUAS MEDALHAS DE PRATA NOS 50M E 100M LIVRE EM
SUA ESTRÉIA EM PEQUIM

YOHANSSON FERREIRA
ATLETISMO - FOI PRATA NO REVEZAMENTO 4X100 DAS CLASSES T42-46 E BRONZE EM SUA
CLASSE NA PROVA MAIS NOBRE DO ATLETISMO: OS 100M RASOS

ALAN FONTELES
ATLETISMO - AOS 16 ANOS, FOI PRATA EM SUA ESTRÉIA PARAOLÍMPICA NO REVEZAMENTO
4X100 DAS CLASSES T42-46

RICARDO ALVES
FUTEBOL DE 5 - MEDALHA DE OURO COM O FUTEBOL DE 5 PARA ATLETAS CEGOS EM
PEQUIM

WELDER KNAF
TÊNIS DE MESA - TROUXE A ÚNICA MEDALHA BRASILEIRA NO TÊNIS DE MESA, UMA
PRATA, AO LADO DE SEU PARCEIRO LUIZ ALGACIR.

REVELAÇÃO FEMININA
SHIRLENE COELHO
ATLETISMO - MEDALHA DE PRATA NO LANÇAMENTO DE DARDO COM RECORDE MUNDIAL

VERÔNICA ALMEIDA
NATAÇÃO - MEDALHA DE BRONZE EM SUA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO PARAOLÍMPICA NOS 50M
BORBOLETA

DEANNE SILVA
JUDÔ - MEDALHA DE PRATA EM PEQUIM, A JUDOCA FEZ SUA ESTRÉIA NOS JOGOS
PARAOLÍMPICOS APÓS CONQUISTAR UMA MEDALHA DE BRONZE NO PARAPAN NA CATEGORIA
ACIMA DE 70 KG

JOSIANE DIAS DE LIMA
REMO - MEDALHA DE BRONZE NO REMO NA CATEGORIA DOUBLE SCULLS EM SUA ESTRÉIA EM
JOGOS PARAOLÍMPICOS

JERUSA DOS SANTOS
ATLETISMO - MEDALHA DE BRONZE NA CATEGORIA T11 EM SUA ESTRÉIA EM JOGOS
PARAOLÍMPICOS

MELHOR EQUIPE NOS ESPORTES COLETIVOS

GOALBALL FEMININO
8º LUGAR GERAL NOS JOGOS PARAOLÍMPICOS DE PEQUIM

FUTEBOL DE 5
O BRASIL É BICAMPEÃO PARAOLÍMPICO NA MODALIDADE

FUTEBOL DE 7
4º LUGAR GERAL NOS JOGOS PARAOLÍMPICOS DE PEQUIM

VÔLEI SENTADO
6º LUGAR GERAL NOS JOGOS PARAOLÍMPICOS DE PEQUIM

BASQUETE MASCULINO
10º LUGAR GERAL NOS JOGOS PARAOLÍMPICOS DE PEQUIM

MELHOR ATLETA GUIA

ADEIVISON BARBOSA
GUIA DO ATLETA DANIEL MENDES EM PEQUIM

CÁSSIO HENRIQUE DAMIÃO
GUIA DO ATLETA CARLOS BARTÔ EM PEQUIM

GERSON KNITTEL
GUIA DA ATLETA ZEZÉ BARBOSA EM PEQUIM

JORGE LUIZ SILVA DE SOUZA (CHOCOLATE)
GUIA DA ATLETA TEREZINHA GUILHERMINA EM PEQUIM

JUSTINO BARBOSA DOS SANTOS
GUIA DO ATLETA LUCAS PRADO EM PEQUIM

MELHOR OFICIAL TÉCNICO

CIRO WINCKLER
COORDENADOR TÉCNICO DO ATLETISMO - A MODALIDADE TERMINOU EM 10A NO RANKING
GERAL COM 15 MEDALHAS CONQUISTADAS (4 OUROS, 4 PRATAS E 7 BRONZES)

GUSTAVO ABRANTES
COORDENADOR TÉCNICO NATAÇÃO - A MODALIDADE TERMINOU EM 8A NO RANKING GERAL
COM 19 MEDALHAS CONQUISTADAS (8 OUROS, 7 PRATAS E 4 BRONZES)

ROBERTO VITAL
CHEFE DEPARTAMENTO MÉDICO - COORDENADOR DA EQUIPE MÉDICA EM PEQUIM

RODERLEY FERREIRA
COORDENADOR TÉCNICO FUTEBOL DE 5 - A MODALIDADE FOI BICAMPEÃ PARAOLÍMPICA EM
PEQUIM

WALTER RUSSO DE SOUZA JUNIOR
COORDENADOR TÉCNICO JUDÔ - A MODALIDADE TERMINOU EM 3A NO RANKING GERAL COM 5
MEDALHAS CONQUISTADAS (1 OURO, 2 PRATAS E 2 BRONZES)

MELHOR TÉCNICO

AMAURY WAGNER VERÍSSIMO
ATLETISMO - TÉCNICO INTEGRANTE DA SELEÇÃO DE ATLETISMO QUE TROUXE PARA O
BRASIL 15 MEDALHAS (4 OUROS, 4 PRATAS E 7 BRONZES)

ANTÔNIO PÁDUA
FUTEBOL DE 5 - TÉCNICO DA SELEÇÃO DE FUTEBOL DE 5, BICAMPEÃ PARAOLÍMPICA EM
PEQUIM

JUCINEI GONÇALVES DA COSTA
JUDÔ - TÉCNICO INTEGRANTE DA SELEÇÃO DE JUDÔ QUE TROUXE PARA O BRASIL 5
MEDALHAS (1 OURO, 2 PRATAS E 2 BRONZES)

MARCELA PIMENTEL
HIPISMO - TÉCNICA E COORDENADORA DA SELEÇÃO DE HISPISMO QUE TROUXE PARA O
BRASIL 2 MEDALHAS (2 BRONZES)

MURILO MOREIRA BARRETO
NATAÇÃO - TÉCNICO INTEGRANTE DA SELEÇÃO DE NATAÇÃO QUE TROUXE PARA O BRASIL
19 MEDALHAS (8 OUROS, 7 PRATAS E 4 BRONZES)

MELHOR IMAGEM (FOTOGRAFIA)
CONCORREM: PEDRO REZENDE, MAURÍCIO PINHEIRO E SAULO CRUZ

MELHOR REPORTAGEM DE TV
CONCORREM: BANDEIRANTES, RECORD, SPORTV, TV BRASIL (LUCAS IMPERADOR, DE PAULO GARRITANO) E TV GLOBO

MELHOR REPORTAGEM IMPRESSA
CONCORREM: ESTADO DE SÃO PAULO, DIÁRIO LANCE!, O GLOBO E REVISTA ÉPOCA

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

IBDD é campeão brasileiro de Fut-7




A equipe do Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência –RJ (IBDD) conquistou neste domingo (dia 7) o título do 8º Campeonato de Futebol de Sete, modalidade dedicada a atletas com paralisia cerebral (comprometimento físico). A vitória veio em uma partida decidida nos pênaltis sobre a equipe do Caira de Mato Grosso do Sul por 4 a 3.
O jogo terminou empatado em 2 a 2, gols de Luciano e Mauriziu para o Caira, e Wanderson e Zé Carlos para o IBDD. Na prorrogação, cada equipe marcou um gol, levando a decisão para a disputa de pênaltis.

Na disputa pelo terceiro lugar, o Clube Pantanal venceu a equipe da Andef de Niterói – RJ pelo placar de 2 a 0, gols de Jean Adriano e Ismael.

A competição confirmou Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro como as principais potências do Brasil no Futebol de Sete. O artilheiro da competição foi o atacante Fabiano Bruzzi, 32 gols da Andef. O goleiro menos vazado foi Alexandre Conceição do IBDD e a revelação do torneio foi Alisson do Rondônia.

O Brasileiro reuniu nove equipes, e foi realizado pela Associação Nacional de Desporto para Pessoas com Deficiência (ANDE), e teve o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Fundesporte, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Funesp, e do Exército brasileiro, pelo Comando Militar do Oeste (CMO).

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

MEETING INTERNACIONAL

O Comitê Paraolímpico Brasileiro realiza pelo segundo ano consecutivo, na cidade do Rio de Janeiro, o Meeting Internacional Paraolímpico Loterias CAIXA de Atletismo e Natação. A competição já faz parte do calendário de eventos do Comitê Paraolímpico Internacional e será realizada nos dias 13 e 14 de dezembro no Complexo Esportivo do Maracanã.

Estão confirmados 56 atletas brasileiros e 39 de países como Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Cuba, Angola, Espanha e China. Medalhistas de Pequim participam de suas principais provas na piscina e na pista. O presidente do Comitê Paraolímpico acredita que a competição será um sucesso.

“É muito bom para os nossos atletas competirem com adversários de nível internacional. Isso dá maturidade e oportunidade para os brasileiros manterem as suas marcas. Estamos trabalhando para que os resultados aconteçam da melhor forma possível. Contamos com o público do Rio de Janeiro para acompanhar o nosso evento”, declara Vital Severino Neto.

Na natação, destaque para o canadense Benoit Huot e para o brasileiro Andre Brasil. Eles se enfrentam nas provas de 100m borboleta e 400m livre, na classe S10. O recordista de medalhas em Pequim, Daniel Dias, estará na disputa dos 100m peito, classe S5. Ele nadará com o brasileiro Ivanildo Vasconcelos, o espanhol Ricardo Tem e o argentino Ariel Quassi.

A chinesa Wu Chunmiao é outra estrela internacional. Ela foi ouro nos 100m rasos na disputa com Terezinha Guilhermina. Nos 200m, a brasileira levou a melhor. No Meeting, a chinesa disputará os 100m, da classe T11 (para atletas cegos) com as brasileiras Terezinha Guilhermina, Jerusa dos Santos e Ana Tércia.


Informações:

Natação
Sábado - 13/12 – Parque Aquático Julio Delamare
Horário:11h – 13h

Atletismo
Domingo – 14/12 – Estádio de Atletismo Célio de Barros
Horário: 10h – 12h

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

NO DICIONÁRIO, DEFICIÊNCIA SIGNIFICA FALTA, FALHA, CARÊNCIA, IMPERFEIÇÃO E DEFEITO.

SERÁ?

COM TANTOS BELOS LANCES, GOLAÇOS E MEDALHAS, DEVEMOS ACREDITAR NA IMPERFEIÇÃO DESSES CAMPEÕES?

EXCLUSÃO SIGNIFICA ATO PELO QUAL ALGUÉM É PRIVADO DE DETERMINADAS FUNÇÕES. DEPOIS DE TANTA VIBRAÇÃO, DE TANTA DEMONSTRAÇÃO DE GARRA, ELES PODEM SER EXCLUÍDOS DE ALGUMA TAREFA DO COTIDIANO? EXISTEM RESTRIÇÕES PARA ESSES HOMENS?

INCAPAZ É AQUELE QUE NÃO CONSEGUE REALIZAR DETERMINADA TAREFA,IMPOSSIBILITADO, INABILITADO.

SERÁ QUE PODEMOS CLASSIFICÁ-LOS DESTA FORMA? COMO, ENTÃO, CONSEGUEM DRIBLAR AS DIFICULDADES IMPOSTAS PELA VIDA, PELA SOCIEDADE?

PRECONCEITO SIGNIFICA OPINIÃO FORMADA ANTECIPADAMENTE, SEM MAIOR PONDERAÇÃO OU CONHECIMENTO DOS FATOS; IDÉIA PRECONCEBIDA.

O PRECONCEITUOSO NÃO SERIA O VERDADEIRO CEGO DA ALMA, AQUELE QUE NÃO TEM A CAPACIDADE DE OUVIR A VOZ DESSES CRAQUES, AQUELE QUE NÃO CONSEGUE ENTENDER AS POSSIBILIDADES INFINITAS DO SER HUMANO?


ACESSÍVEL SIGNIFICA AQUILO QUE SE PODE ALCANÇAR. ACESSIBILIDADE É A FACILIDADE NA APROXIMAÇÃO, NO TRATO.

UMA VIDA SEM LIMITAÇÕES...É ISSO QUE ELES PEDEM DEPOIS DE TANTO ESFORÇO,
TANTA ALEGRIA,TANTAS MEDALHAS E TANTO SUOR. E O DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, COMEMORADO EM 3 DE DEZEMBRO, É MAIS UMA CHANCE PARA QUE TODOS ENTENDAM O RECADO DE QUE O IMPOSSÍVEL NÃO EXISTE.