quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Esperança brasileira nas piscinas!



Daniel Dias em Macau - Foto de Saulo Cruz/CPB

Os 24 atletas da equipe de natação paraolímpica brasileira treinaram na manhã desta quarta-feira na piscina do Complexo Esportivo de Macau. O grupo aproveitou para praticar o revezamento, forte candidato a medalhas. Integrantes da equipe brasileira nesses revezamentos, Daniel Dias (S5) e Andre Brasil (S10) têm histórias semelhantes. Eles conheceram o esporte depois de assistir pela televisão aos Jogos de Atenas.

Com seqüela de poliomielite na perna esquerda, Andre conheceu as piscinas aos seis meses. Com nove anos, começou a treinar e durante a adolescência competiu com atletas sem deficiência. Em 2005, participou de sua primeira competição paraolímpica e não parou mais.

“Atualmente sou detentor de cinco marcas mundiais. Na Paraolímpiada, disputarei três provas onde tenho o recorde, já que as outras não serão disputadas em Pequim”, explica. “A expectativa está grande. Vou tentar ficar mais tranqüilo. Nós estamos próximos aos 100% de condições físicas. Na hora das provas, temos de ser coração. Precisamos trincar os dentes e bater na linha de chegada primeiro”, afirma Andre.

Daniel Dias não era atleta, mas sempre gostou de esporte. Em 2004, assistiu também pela televisão aos Jogos de Atenas-2004. A partir daí, sua vida mudou muito. Ele se interessou e começou a treinar. Em dois meses, aprendeu os quatro tipos de nado. No ano de 2006, começou a competir. Em 2007, foi indicado ao Oscar do esporte, por sua atuação no Parapan do Rio, quando conquistou oito medalhas de ouro.

Daniel nadará sete provas em Pequim, com chances de chegar a 11, caso participe dos revezamentos. “Vai ser puxado. Nadarei cinco dias, mas terei dois de descanso. Estou muito animado para chegar logo na Vila Paraolímpica”, disse o jovem atleta.

Em Atenas-2004, segundo o Comitê Paraolímpico Brasileiro, a natação foi responsável por 50% das medalhas de ouro conquistadas pelo país. Atualmente, a equipe brasileira da modalidade está entre as cinco melhores do mundo.

A delegação brasileira é a quarta maior dos Jogos, com 188 atletas, ficando atrás apenas da China, dos EUA e da Grã-Bretanha. Os brasileiros embarcam para Pequim no dia 30 de agosto, quando será aberta a Vila Paraolímpica

Nenhum comentário: