sábado, 23 de agosto de 2008

Contagem regressiva!

A Olimpíada de Pequim está terminando e a Paraolimpíada, que será disputada entre os dias 6 e 17 de setembro, transforma-se no centro das atenções. As equipes brasileiras de Fut-7 (seqüelas de Paralisia Cerebral), Fut-5 (cegos e com baixa visão), remo e vôlei sentado estão na reta final de treinamentos antes da viagem para a sede dos Jogos. Os craques do Futebol de Sete encerram suas atividades em Deodoro, Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (25 de agosto). Os atletas do Futebol de Cinco, comandados pelo treinador Roderley Ferreira, e do Vôlei Paraolímpico (seleção que tem como técnico o campeão olímpico de Barcelona-1992 Amauri) treinarão nas excelentes instalações da Andef, em Niterói, até o dia 27.

O remo está no estádio da modalidade na Gávea. Rafael Ceccon e Gauchinho são os técnicos, mas existe um grupo em São Paulo, com a presença de Cláudia Santos (a primeira brasileira campeã mundial da história desse esporte), liderado pelo treinador Cláudio Mota e pelo coordenador Júlio Noronha.

CUIDADO! – O Tufão Nuri, que deixou Hong Kong em alerta, impediu que a delegação brasileira de atletismo, a segunda maior dos Jogos, com 48 integrantes, continuasse sua viagem para Pequim. Os atletas tiveram de ficar em Toronto, Canadá, na quinta-feira passada.

Um comentário:

Bruno Scartozzoni disse...

parabéns pela iniciativa!

a delegação brasileira paraolímpica dá de 10 na outra...

e também é uma prova de que nosso fracasso não tem a ver só com a falta de estrutura, mas também com aspectos emocionais e racionais para os quais, surprendentemente, os atletas paraolímpicos estão mais preparados!