quarta-feira, 19 de março de 2008

Pedido de boicote à abertura dos Jogos de Pequim

Da Redação do site www.comunique-se.com.br

Em mensagem endereçada a chefes de Estado, líderes de governo e integrantes de famílias reais, a organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) pediu às autoridades que não compareçam à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, no dia 8 de agosto. O boicote seria motivado pelo cerceamento à liberdade de expressão na China, bem como pelo desrespeito aos direitos humanos.

"A China não cumpriu nenhuma das promessas feitas em 2001, quando Pequim foi escolhida como sede. Em vez disso, o governo está esmagando os tibetanos. Políticos do mundo todo não podem ficar em silêncio diante disso. Um boicote geral dos Jogos não seria uma boa solução; seria injusto com os atletas. Mas é vergonhosa a ausência de demonstrações contra os abusos chineses", provoca a RSF. "Aqueles que acham que as Olimpíadas devem andar de mãos dadas aos direitos humanos não podem ficar calados".

Cerca de cem jornalistas e blogueiros estão presos na China por manifestarem posições contrárias ao governo. O RSF já promoveu manifestações e até lançou uma bandeira contra os abusos chineses. A causa defendida pela organização já ganhou dois apoios de peso. O Príncipe Charles, do Reino Unido, e o Parlamento Europeu não pretendem ir ou ser representados na cerimônia.

Fonte: Comunique-se

Um comentário:

ahperez disse...

Enquanto tibetanos são mortos pela intolerância e excesso de vaidade do governo chinês, tem gente pagando US$ 4.000, por um ingresso, completamente indiferente ao que está acontecendo. Esquecem que em meio às barbáries, qualquer pessoa que estiver nas ruas, pode sofrer algum tipo de vilência, ou acham que os policiais irão pedir identificação e analisar a pessoa anter de enfiar o cacetete neles ?