segunda-feira, 3 de março de 2008

Mudanças no CPB

Corte de despesas obriga o Comitê a demitir


Na última sexta-feira, dia 29 de fevereiro, o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) teve que cortar alguns gastos, ou seja, demitir funcionários para readequar suas despesas para não desobedecer os acórdãos com o Tribunal de Contas da União (TCU). O CPB deve se enquadrar dentro de um percentual estipulado pelo regulamento de descentralização das verbas advindas da Lei Agnelo Piva, que, para muitos, é o recurso que garante a sobrevivência do CPB e do movimento Paraolímpico. Entre os funcionários dispensados está o ex-diretor técnico Edílson Alves da Rocha, o Tubiba.

Ele encaminhou um e-mail para pessoas ligadas ao chamado movimento paraolímpico, lamentando a decisão do Comitê. “Queria dizer que estou muito triste com essa situação, mas essa tristeza não é com pessoas, ou com o presidente (do CPB) Vital Severino, que sempre me apoiou, me ensinou e me deu ótimas condições de trabalho. Essa tristeza é por ter que ficar de fora desse processo no momento mais importante, tão perto dos Jogos Paraolímpicos de Pequim. Tive a oportunidade de participar dos Jogos Paraolímpicos de Atenas, uma campanha vitoriosa e muito bonita, mas cheguei em março de 2004, já com tudo pronto, sei que pude ajudar, mas em Pequim seria diferente, pois tinha a oportunidade participar do ciclo completo e de forma direta atuando junto com a equipe técnica do início ao fim. Esse é o único motivo da minha tristeza, pois temos que ter maturidade suficiente para entender como a vida funciona e sabermos que em toda profissão e toda empresa essas atitudes precisam ser tomadas e eu não gostaria de estar na pele de quem as toma, pois é uma tarefa muito dolorosa”, disse Tubiba.

Um comentário:

maneco disse...

o comité paraolimpico é grande e suas desiçoes são difiseis mas as mudanças tem de ser feita para o melhor dos atletas e não de pessoas q achavam q eram mais importante q os propios deficientes meus parabens comité e seu presidente q tem a visão mais agusada q muitos um abraço deste gaucho