quinta-feira, 13 de março de 2008

A MÍDIA E A DEFICIÊNCIA

Regilaine Alves mandou um e-mail para mim e fez a seguinte pergunta: 'Como a mídia pode ajudar na diminuição do preconceito ou indiferença em relação às pessoas com deficiência?”. Ela está iniciando uma pesquisa para um artigo acadêmico. Foi muito difícil respondê-la, mas tentei (com uma ajuda gigantesca do jornalista Andrei Bastos). Veja abaixo o texto que encaminhei ao correio eletrônico dela e comente.

A mídia deve se conscientizar de que precisa informar diariamente sobre os direitos das pessoas com deficiência e mostrar as dificuldades encontradas por elas no cotidiano, criando editorias específicas. É preciso lembrar que o jornalismo é – antes de tudo – um serviço de utilidade pública.

Para contribuir nesta tarefa de conscientização será proveitoso formar profissionais especializados em temas como acessibilidade e paradesporto, o que poderá enriquecer a cobertura desses no cotidiano de uma redação. Tais profissionais bem poderiam ser pessoas com deficiência, que possuem a vivência dessa falta de acessibilidade.

Nenhum comentário: