quinta-feira, 11 de outubro de 2007

FILHOS DE HEFESTOS

Hoje é o Dia do Deficiente Físico. Data em que todos aqueles que já sofreram preconceito por sua condição deveriam se levantar e dizer: 'eu sou capaz'. Como negar a capacidade da pessoa com deficiência ao ver Daniel Dias? Um garoto de apenas 19 anos, com má formação congênita, que aprendeu a nadar há apenas dois e hoje é o líder do ranking do Circuito Paraolímpico.
Como negar a competência de um deficiente em qualquer área de atuação ao ver o segundo colocado deste mesmo ranking, André Brasil, que conquistou tantos títulos no Parapan?
E pensar que foi reprovado na classificação funcional. Pelos critérios, ele não poderia nem participar da categoria S 10 (menor grau de comprometimento) por ter uma deficiência mínima na perna esquerda.
O Comitê Paraolímpico Brasileiro entrou com um protesto contra a decisão do Comitê Internacional e, depois de uma briga de sete meses, quando o atleta entrou em depressão e engordou, seu direito a participar de competições como deficiente foi aceito.

Que as conquistas de André Brasil, Daniel Dias, Edênia Garcia - com uma doença degenerativa em seus membros, que não a impediu de bater recordes -, de Leandro Marinho (portador de paralisia cerebral e melhor do mundo no futebol de sete), da formidável Rosenei (arremesso de peso), entre outros, mostrem aos homens a força e a superação dessa gente.

Que estes vencedores façam a sociedade refletir sobre o direito ao emprego, à acessibilidade, à sexualidade...enfim, o direito à vida dessas pessoas, aos filhos de Hefestos, um competente ferreiro nas lendas da Grécia e portador de deficiência física.

Nenhum comentário: