quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Com licença, eu vou à luta!

Essas mulheres são fantásticas. Elas brilharam novamente na Copa do Mundo, na China, e estão na final com a Alemanha. A Seleção Brasileira goleou por 4 a 0, com direito a dois golaços de Marta (um deles antológico), os Estados Unidos. E não venham indagar se era o time principal. Dessa vez, era. No Pan-Americano, o Brasil enfrentou o selecionado sub-21 e levou a medalha de ouro. Mas agora sobrou para as estrelas da Superliga norte-americana. E olha que não temos nenhum campeonato regular da modalidade.

Essa vitória foi uma das mais emocionantes da história do esporte nacional. A vitória de um povo que sempre consegue de alguma forma driblar as dificuldades. No caso desta brilhante SELEÇÃO (com todas as letras maiúsculas), o esmagador triunfo de mulheres que não recebem o devido apoio.

Sem pretender ser maniqueísta, a organizada infra-estrutura dos Estados Unidos sucumbiu à criatividade das brasileiras sem incentivo. Em um país onde até os cronistas esportivos demonstram seu preconceito com a prática do FUTEBOL FEMININO, alguns jornalistas já mudaram de idéia e atualmente vibram com as jogadas fantásticas de Marta, Cristiane, Formiga, Daniela Alves & Cia. Os canais de televisão já exibem os jogos da Copa do Mundo e os jornais e os sítios dão destaque à competição, mas ainda falta um pouquinho mais. Onde está a Liga Nacional da modalidade?

Tragam o caneco para o Brasil! Mostrem que a garra das mulheres salvará o futebol e o país.

Como diz a amiga e jornalista Suzy Balloussier, ‘essas meninas são a salvação do futebol brasileiro’. Ela está certa. Com licença, vocês têm de ir à luta! Que viva a Seleção!

Nenhum comentário: